Cerrado

 

Bioma único no mundo, o Cerrado concentra 30% da biodiversidade do Brasil e 5% das espécies do planeta. É a maior região de savana tropical da América do Sul, com mais de 2 milhões de quilômetros quadrados, que abrangem nove estados no Brasil: São Paulo, Minas Gerais, Goiás/Distrito Federal, Tocantins, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Piauí.

São mais de 12.000 espécies de plantas e mais de 2.300 espécies de vertebrados, incluindo o maior canídeo e felino da América do Sul, o lobo-guará e a onça-pintada. A água é um recurso natural encontrado em abundância no Cerrado, por isto o apelido de “caixa d'água do Brasil”, uma vez que é berço de nascentes das três maiores bacias hidrográfica da América do Sul (Amazônica/Tocantins, São Francisco e Prata) e concentra três dos principais aquíferos do país: Bambuí, Urucuia e Guarani.

Em tempos de escassez deste recurso vital, o Cerrado é fonte de esperança para a produção hídrica do Brasil e essencial para a geração da energia hidrelétrica no país. 

Nas florestas do Cerrado, incluindo nas raízes profundas das árvores, é possui encontrar uma enorme quantidade de carbono armazenado. Além disso, os produtos da sociobiodiversidade deste bioma sustentam milhões de agricultores familiares, comunidades tradicionais e povos indígenas.

Seja pela biodiversidade, pelos serviços hídricos ou de carbono, o Cerrado é considerado um hotspot da biodiversidade, um ecossistema único, mas também ameaçado. Nós, do projeto Reservas Privadas do Cerrado, vamos colaborar na conservação dos recursos naturais deste rico bioma apoiando a criação de RPPNs.

E você pode nos ajudar!

 

Arara Canindé - Paulo Henrique G. de Souza

Cerrado, berço das águas - Michael Becker

Buriti (Mauritia flexuosa L. f. ) - Paulo Henrique G. de Souza

POR QUE CRIAR RPPNs NO CERRADO:

Toda essa riqueza e diversidade ecológica citadas acima estão em risco. O número de lobos-guará, onças-pintadas e tatus-canastra está diminuindo. O motivo é a destruição e fragmentação do habitat destes animais pelo desmatamento para grandes monoculturas, além de ameaças diretas como a caça ilegal.  Quando o assunto é desmatamento e emissão de gases de efeito estufa, o Cerrado ultrapassa a Amazônia. Este hotspot é tão importante quanto o amazônico por sua biodiversidade e seus serviços hídricos e de carbono e precisa de medidas protetivas urgentes.

Mas apesar de toda a sua importância, hoje o bioma tem apenas 8% de sua superfície terrestre protegida por Unidades de Conservação.  
Das 1571 RPPNs existentes hoje no Brasil, somente 247 RPPNs (15,7%) estão no Cerrado, somando pouco mais de 169 mil hectares protegidos em um dos biomas mais importantes do país e também um dos mais ameaçados.  

Neste sentido, as RPPNs são grandes potenciais de desenvolvimento socioambiental, devendo servir de exemplo de qualidade ambiental para a conservação da biodiversidade. Com o aumento das reservas privadas neste bioma, não só fauna e flora estarão mais protegidos, mas os benefícios serão sentidos por toda a sociedade, que depende dos serviços ecossistêmicos produzidos pelo Cerrado.

Vamos criar mais RPPNs no Cerrado para que ele se mantenha vivo e de pé por muitas gerações!

 

Vereda (Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros) - Aryanne Amaral

Comunidade Formosa do Rio Preto - Aryanne Amaral

Chapada dos Veadeiros - Aryanne Amaral